quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Com a palavra, Dr. Jamil Sebba

Nestes dias em que assistimos a substituição do calçamento de bloketes por pavimentação asfáltica, faço coro com Dr. Jamil Sebba com uma de suas crônicas escrita há 44 anos, justamente, para celebrar a chegada do calçamento em substituição às poeirentas vias públicas da Catalão de então.

Catalão, 7 de julho de 1965
Bom dia para você prefeito de Catalão de 1965.
Ontem cumprimentamos os homens que sob a sua batuta constroem o calçamento e fazem a rede de esgoto da cidade; o sonho que acalentava há mais de 30 anos o povo catalano está, agora, vendo-o realizado graças ao seu dinamismo.
Muita gente está sendo beneficiada pelo esgoto sanitário e pelo calçamento que pouco a pouco vai cobrindo as nossas ruas num ritmo até meio acelerado. Mas muita gente está achando ruim os benefícios que a cidade está recebendo – ou por atraso ou por economia. Mas meu amigo Paulo, esse mundo é assim mesmo. O calçamento amanheceu ontem com um grande letreiro que ninguém entendia – MEP. A princípio achei que já era o vereador Ênio Paschoal que já estava fazendo propaganda para o próximo pleito, aliás eu não achei, foi ele mesmo que me explicou – Movimento Ênio Paschoal. Mais adiante o locutor que está lendo essa crônica me explicou que MEP queria dizer: Mate Esse Prefeito!
Achei jocoso o dístico e estive pensando que esse desejo de te matar deve existir em quem, de fato, não quer ver Catalão andar porque para parar Catalão só mesmo te matando, e isso nós não vamos consentir. Paulo Hummel, você com sua marca está tornando o blokete conhecido com o nome PH. E o pH está tapando nossas tortuosas ruas, cobrindo a sua poeira, apagando a característica principal de nosso atraso, do nosso engatinhamento na senda do progresso que toda corruptela mal se antecipa e nela se envereda. Foram precisos cento e seis anos de idade para que os nossos dirigentes enxergassem que precisávamos calçamento e esgoto? Ou foi preciso que você tomasse posse da prefeitura para fazer isso?
Tem hora que a gente fica pensando, matutando as coisas, os problemas de Catalão e concluímos: “É preciso muita abnegação, muita vontade de trabalhar para um povo,para fazer isso que você está fazendo. E não se iluda meu amigo Paulo, que mal você saia da prefeitura vão surgir substitutos que achem que o calçamento não é primordial e que o esgoto sanitário não é tão indispensável.
Enfim são pontos de vista não é isso? O três de outubro já está pelas portas e nós teremos que escolher o prefeito, mas, vocês, que constituem aquilo que se chama em política de cúpula, é que têm que escolher os candidatos.
Portanto, senhor prefeito, já está na hora de você ir para a fábrica de pedras do calçamento, se você ainda estiver em casa. Restam-lhe poucos meses para você entregá-la para quem possa continuar fazendo-a funcionar. E nesse alvorecer de um novo dia de trabalho profícuo é que nós lhe desejamos um bom dia, um bom dia pra você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário