sexta-feira, 21 de agosto de 2009

A mentira anda à cavalo

Havia em Catalão um oficial de justiça de nome João Silvestre. Um belo dia, João Silvestre, à cavalo, passou em frente à casa de Coronel Afonso Paranhos. Ao vê-lo, Afonso Paranhos gritou do alpendre de sua casa: “Vem cá João, vem contar uma mentira”! João respondeu: “agora não posso coronel, to indo no velório do compadre fulano de tal”. Esse compadre era,também,compadre de Afonso Paranhos.
Nisso Afonso Paranhos corre até a esposa, Da. Rola, e pede: “Rola ajeita meu terno, o compadre morreu e vou até a casa dele”. Chegando na casa do compadre ele dá de cara com ele e João Silvestre numa animada prosa e foi logo recriminando: “Uai João, você não disse que o compadre tinha morrido”? Ao que João respondeu: Ué coronel, o senhor não me pediu pra contar uma mentira? Então”!

Nenhum comentário:

Postar um comentário