sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Parece um filme

Durante determinado período, entre as décadas de 1960 e 1970, a administração do Cine Teatro Real esteve por conta de José Sebba (Gráfica São João). Nessa época a estrada até Uberlândia era de terra e os filmes chegavam em Catalão trazidos pelo Expresso Araguari. Eram enormes rolos acondicionados em enormes latas redondas e de espessura fina. Jair Sebba, então irmão do gerente do Cine Teatro Real contou-me o fato a seguir

"Um dia, o ônibus chegou e tava faltando um filme. Passou um tempo depois e chegou aqui na gráfica um fazendeiro, perguntando pelo seu Zé Sebba: “pois não, sou eu mesmo”. E o homem falou: “tem uma lata de doce com o nome e endereço do senhor, ta qui ó!” Era a lata com o filme. Com as bacadas da estrada, o bagageiro do ônibus abriu e o filme caiu e saiu rolando pelo pasto. Aí, o fazendeiro achou e tinha o endereço na etiqueta, aí ele trouxe o filme".

Nenhum comentário:

Postar um comentário