quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Divino e o Pasquim

O Pasquim, um dos ícones do jornalismo anti-ditadura militar, foi um jornal no formato tablóide. De conteúdo, radicalmente, contra o governo militar, o jornal sofreu as agruras da repressão nos anos de chumbo do militarismo. A sátira era uma marca registrada aliada a um humor inteligente. Em 1971 o Pasquim realizou um concurso de caretas. José Maurício fotografou o Divino (foto acima) e enviou vindo a ser o grande vencedor de Goiás. Divino,ainda vivo, mora na Fazenda Buriti, de propriedade de Luiz Antonio Pereira Martins, neto de Francisco Cassiano e filho de Cassiano Leite Martins.



Aqui Divino, na fazenda Buriti, na companhia de Leonardo, o Leo da Kombi, no Carnaval de 2009. Divino uma vez por ano vem a Catalão, na festa do Rosário, ele é integrante do Terno do Prego. Acredita-se que ele conte, hoje, com aproximadamente 70 anos. Por traz dos personagens uma relíquia: um carro de boi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário