terça-feira, 3 de novembro de 2009

A tradição quebrada

A festa de Nossa Senhora do Rosário em Catalão, além de ser uma das maiores manifestações foclóricas do Estado de Goiás, desperta o sentimento religioso nas pessoas motivando-as a ações que, antes de serem uma penitência, são uma forma de expressarem sua solidariedade e devoção. Durante 23 anos o casal José Netto de Campos e Áurea Aires Campos recebeu o Terno de Congo do Prego em sua residência, para o almoço no domingo da festa. Neste ano de 2009 o Terno do Prego não desfilou e,após 23 anos, o tradicional almoço não foi servido. Na 1º foto vemos Sr. José à direita da bandeira e sua esposa Áurea à esquerda. Na Segunda fotografia o Terno se aproximando da residência de Zé Pito (como era conhecido Sr. José Netto de Campos, por estar sempre com um pito de palha na boca).

Nenhum comentário:

Postar um comentário