quarta-feira, 2 de junho de 2010

Mais sobre Antero

Dia desse, encontrei-me com um amigo bisneto de Albino Felipe. Perguntei-lhe sobre o que sabia do crime do avô e ele respondeu: minha mãe sabia de tudo o que aconteceu, ela tinha uma memória privilegiada. Ela contava que fulano de tal (manda chuva da época e sujeito bravo) contraíra empréstimo em um banco de Araguari e Albino Felipe foi seu avalista. Fulano de tal não pagou o empréstimo e Albino Felipe teve que vender 200 vacas para, como avalista, quitar o compromisso. Querendo de toda forma receber de fulano de tal, este não teve outra saída, senão, mandar matar o fazendeiro. Pediu a Antero que assumisse o crime e prometeu tirá-lo da cadeia e dar uma boa quantia em dinheiro para que ele fosse embora para o Mato Grosso, onde moravam seus pais. Antero atendeu o pedido de fulano de tal e este não só não cumpriu o prometido, como mandou matar o Antero. Uma espécie de queima de arquivo. Disse mais, que seu pai, neto de Albino Felipe, só não participou do linchamento de Antero porque sua mãe não permitiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário