sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Atitude na moda

Nesta fotografia vejo: Helder Aires, Gominho, Fátima Jabur, Amélia, Douglas Margon, Renato Salomão, Robertinho Marot, Vandelval, William Faiad e outros. Mais atrás, Seu Moisés Salomão, pai de Renato Salomão. A fotografia, da década de 1970, foi tirada nas escadarias laterais da Nova Matriz. A calça boca de sino era a moda da época e vejo que os jovens as estão trajando. O movimento psicodélico, fruto da rebeldia de uma geração insatisfeita e que elegeu o "Maio de 68" como ponto de partida para assumir certas atitudes, digamos, agressivas à ordem constituída, ditava, também, a moda. A rebeldia, assim, estava expressa nos trajes, no tamanho dos cabelos, na camisa florida (movimento hippie e da Paz e Amor). No Brasil, muito menos que em outros países o psicodelismo, ou o chamado "Power flower", se fez presente, tão somente na esfera fashion, muito embora, por esta época, os estudantes estivessem às turras com os militares que haviam assaltado o poder. Lá fora, ao contrário, a coisa foi bem mais engajada (pra usar um termo que em minha opinião é dicriminatório). Os movimentos pacifistas tomaram as ruas, as guerras da Coréia e doVietnan, além de fazerem milhões de vítimas, elevaram o tom das manifestações na Europa e, principalmente, nos EUA. Por aqui, a moda ia muito bem, obrigado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário