segunda-feira, 29 de abril de 2013

Ontem e hoje

Entre as duas imagens acima há uma distância de, pelo menos, 60 anos. No sobrado, até hoje, funciona uma padaria, pertence a Flávio Mori, filho de Flamarion Mori, pioneiro da Padaria Princesa, cujo letreiro aparece na foto mais antiga. O nome Paschoal, que também aparece no letreiro, nada tem a ver com a família Paschoal (de Júlio Paschoal). 

Entre estas duas imagens há uma distância de nãomenos que 50 anos. Fiz uma montagem colocando o caminhão na imagem atual. Muita coisa mudou. As 2 fotografias atuais foram tiradas no dia 28 de abril de 2013.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Fotografia muito interessante, ela revela um detalhe (no círculo branco) que muita gente desconhece: nos primórdios da represa do Clube do Povo fora erguido um enorme escorregador, uma espécie de "tobogã" com apenas uma pista. O "brinquedo mostrou-se perigoso, não oferecia segurança e era desprovido de dispositivo que mantém água escorrendo ao longo de sua extensão, era metálico e enferrujava com facilidade. Foi desmontado em pouco tempo. Esta fotografia mostra, também, que o ginásio Internacional ainda estava em obras, o que nos sugere que a época seja final da década de 1980, início de 1990. O Parque Agropecuário com poucas edificações, a piscina do Clube do Povo já terminada e muito pouca ocupação imobiliária. O Edifício Da. Samira ainda não existia.

Outra foto bem interessante na esquina das ruas Moisés Salomão e Moisés Santana. O início da canalização do Ribeirão Pirapitinga teve início na administração de Silvio Paschoal, que foi eleito prefeito nas eleições de 1972. Nota-se na imagem que a desapropriação das margens do ribeirão e os trabalhos de roçagem e desmatamento ainda não haviam sidos iniciados. O Banco do Brasil ainda funcionava em sua antiga sede, onde hoje está a Caixa Econômica e a prefeitura ainda era onde hoje está a Fundação Cultural. No lado esquerdo, onde está o menino, espaço que seria ocupado pelo Posto Alvorada. Ali, Manir Nahas  tinha sua oficina de consertos de bicicletas e balanças. No alinhamento da esquerda tinha a torrefação do Café Nádia, residência da família de Antônio André, residência da família de Samir Esperidião. Do lado direito o mercado municipal.

Momento festivo com as presenças de Linda e Gustim, Roberci e Magda e Helder Garcez e sua esposa. Esta fotografia foi tirada na festa do casamento de Helder. 


segunda-feira, 15 de abril de 2013

Vista frontal do Posto JK em um dia qualquer de meados da década de 1970/80. Ao fundo, à direita, a Cavel, inaugurada que foi por volta de 1974/5

Vista áerea de Catalão na década de 1980. Observem que o novo Fórum e o auditório do Tribunal do Júri ainda não haviam sido construídos. Estas repartições seriam construídas na administração de José Moreira que fora eleito prefeito em 1992. O Supermercado Super Nicolau e, em frente, a distribuidora de produtos Antárctica. O Supernicolau não demoraria para fechar suasportas e, em seu lugar, seria instalada uma loja da rede LOJAS DICK, de móveis e eletrodomésticos. A sede dos Correios ainda em sua versão original, a casa onde morou o Prof. João Martins (onde hoje existe uma loja da L'aqua di Fiori). Enfim,dos muitos imóveis vistos na imagem restam, tão somente, lembranças, locais de memória.  

A hoje Rua Americano do Brasil. Neste sobrado funcionava a Padaria Princesa com a razão social
Paschoal & Mori. No imóvel adiante funcionava um salão de barbeiro e aquele que aparecede jaleco branco, certamente era o barbeiro. Lá ao fundo, imóvel onde hoje funciona consultório de terapia do Dr. José Américo. Bem à direita, imóvel de Jorge Elias (Jorge Sapateiro) e onde seu filho, Naim, abriria a Casa Elias, de tecidos, cama, mesa e banho.

O Médico/Ecritor/pescador Dr. Jamil Sebba, nascido em 25 de julho de 1913, no Distrito de Santo Antônio do Rio Verde. Filho de Antônio e Zaquia Sebba, casou-se com Odete Faiad e tiveram 3 filhos: Jardel, Nora e Jamil filho, falecido aos 24 anos, quando, ainda, era estudante de Medicina, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro.

Banco do Estado de Goiás em sua última configuração arquitetônica, na década de 1990. Adquirido pelo Itaú, ficava na Praça Getúlio Vargas onde, hoje, funciona uma das duas agências do Itaú.

O farmacêutico Prof. João Martins Teixeira, pioneiro nos exames laboratoriais em Catalão. Criou o primerio laboratório de análises clínicas em Catalão, na Santa Casa. Curiosamente, a partir de um método desenvolvido por um cientista argentino, realizava exames de gravidez utilizando sapos. Para tanto, mantinha um criatório de sapos com os quais realizava um revezamento pois que um sapo só poderia ser utilizado em novo exame alguns dias após ter sido utilizado. Sua esposa, Da. Shirlei é, também, farmacêutica, e ambos estudaram e se diplomaram juntos, na mesma faculdade.



Férias de verão e o litoral é o destino preferido. Nas duas fotografias acima, de fevereiro de 1984, dois momentos da viagem que João Rosa e Família e Mauro Abrão e família fizeram. De acordo com a placa de sinalização, o destino deve ter sido o litoral paulista. Na terceira fotografia uma parada para consertar o pneu. Na primeira fotografia  Zélia Rosa, esposa de João Rosa, e seus filhos Anderson e Rodrigo.



Fotografia que remonta a meados da década década de 1980. Da esquerda pra direita: Roberto Salomão, Márcio Abrão, Kleidson Marcelino (Marmita) Sérgio do Cartório, Vado, Bebeto, Sylvim Netto, Piscuila e, à frente, Escobar Venâncio (Babá).

Eurípedes Macedo, Mauro Abrão, João Rosa e... Algumas empadinhas regadas a Brahma Chopp

Mauro Abrão, João Rosa e... Esta e a foto acima são de 1981.