terça-feira, 10 de junho de 2014

Bicuca e amigos na Festa da Lapa, entre eles, Sebastião Marinho, de calça vermelha. Sebastião Marinho é irmão do Zé Buchinha (Farmácia N. SRa. de Fátima) e faleceu há mais de 30 anos, vejam vocês, num
acidente com sua Lambretta, na Av. João XXIII, na esquina da Rádio Cultura. O garotinho é o hoje contador Mazurk. Detalhe interessante: a placa do Fusca HA 7777. Nessa época, as duas letras indicavam a cidade onde o veículo fora emplacado. As letras HA era de Nova Aurora. Catalão era identificada pela letras DE.


Laerte Margon, Hélio Martins, Prof. Chaud, Nilo Margon. Ao fundo, Seu Francisco, proprietário do Bar e Restaurante Irapuã

No Salão de Festas do Colégio Estadual João Netto de Campos, muito utilizado nas décadas de 1970/80 em bailes, principalmente promovidos pelas confrarias (Rotary, Lions, Maçonaria). Aqui, da direita para esquerda: Francisco Cassiano Neto, Enio Paschoal e senhora, Silvio Paschoal e senhora, Hélio Martins, Helio Levy e senhora, ?

A Usina Martins e sua monumental chaminé com mais de 30 metros e que existe até hoje, passados mais de 50 anos desde sua construção.

Francisco Cassiano, o Chico Cassiano, ao volante do trator em fotografia, provavelmente dos primórdios da Usina Martins

Haley Margon, Prof. Chaud, Helio Martins, Iris Rezende e Joaquim Tristão

Pai Véi e Mãe Véia como eram carinhosamente conhecidos Cassiano Martins Teixeira e Da. Julieta, Casal patriarca da família Martins. De paletó escuro, o filho Chico Cassiano.