terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Lazer e lazer: quanta diferença

As duas fotografias abaixo registram dois momentos, em tempos diferentes, de um mesmo lugar e pode-se perceber a intensidade das transformações do espaço urbano. A primeira fotografia, provavelmente da década de 1950, e de autoria de Cyro Netto, mostra, em primeiro plano, o conhecido “Pasto do Pedrinho”, referência que se faz ao então proprietário de toda esta área, Sr. Pedro Aires. Ao fundo, no alto, o sempre presente Morro de São João. Ali, naquela área (vejam os barrancos) corria um pequeno córrego que desaguava no Pirapitinga e cuja nascente ainda brota do interior da mata que fica abaixo do Posto Jóia. Foi, por muitos anos, o local preferido da molecada que ali se divertia nas águas refrescantes do pequeno riacho. Eu mesmo fui um assíduo freqüentador do local e, não raro, testemunhei o pai de um e de outro ir em busca do filho, geralmente com um ramo da vegetação ou o cinto para aplicar um corretivo no fedelho. Com a ocupação dos espaços o riacho desapareceu e, coincidentemente, em seu lugar foi construída a rua do lazer. Particularmente, lazer por lazer o riacho era muito melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário