quarta-feira, 22 de junho de 2011

13 de Julho - dia Mundial do Rock'n'roll

Montagem de Sylvim Netto

O Blues teve um filho e eles o chamam Rock’n’roll”. Esse é o título de uma das músicas de autoria do lendário Muddy Waters e revela a origem do bom e velho rock’n’roll. Há quem credita a Little Richard a paternidade do rock. E há quem diga que foi Chuck Berry o pai da criança. Mas a base musical do rock é, sem dúvida, o Blues. O primeiro a alcançar o primeiro lugar nas paradas foi Bill Halley com seu “Rock around the clock”, na década de 1950 e o rock ganhou o mundo a partir daí, passando por diversas modificações sonoras e visuais. 13 de Julho de 1985 é a data consagrada ao Rock’n’roll . Mas porque essa data, exatamente? É a data de realização do Live Aid.
BOB GELDOF, compositor, humanista e vocalista da banda BOOMTOWN RATS, idealizou, juntamente com MIDGE URI, o Live Aid, evento que foi realizado no dia 13 de julho de 1985. O concerto aconteceu simultaneamente nos estádios JFK na Filadélfia / EUA e no estádio Wembley em Londres na Inglaterra, e contou com a presença de diversos artistas, entre eles: STATUS QUO, LED ZEPPELIN, DIRE STRAITS, MADONNA, QUEEN, JOAN BAEZ, DAVID BOWIE, B. B. KING, MICK JAGGER, STING, U2, PAUL MCCARTNEY e PHIL COLLINS que curiosamente conseguiu tocar nos dois estádios, embarcando em um avião rapidamente após o show na Inglaterra rumo aos EUA.
O evento teve como objetivo principal, denunciar e sensibilizar os países ricos quanto  ao flagelo da fome na Etiópia. Foi transmitido pela BBC para diversos países. ERIC CLAPTON, que também se apresentou no festival, comentou em sua autobiografia sobre os momentos que antecederam sua apresentação no festival: “Nos hospedamos no Four Seasons Hotel, onde cada quarto estava ocupado por músicos. Era a Music City, e como a maioria das pessoas, fiquei acordado a maior parte da noite na véspera do concerto. Não pude dormir de nervoso. Deveríamos subir ao palco ao anoitecer, e fiquei assistindo às apresentações dos outros músicos na TV durante a maior parte do dia, o que provavelmente foi um erro psicológico”.
Nas palavras de Clapton o festival foi muito importante e tomou uma proporção monstruosa devido à diversidade de artistas a se apresentar, sem contar a responsabilidade dos músicos envolvidos em um projeto grandioso como esse. Para se ter uma ideia, alguns artistas ainda se apresentaram em Moscou, Sidney e Japão.
20 anos depois do Live Aid, BOB GELDOF realizou em julho de 2005 o LIVE 8, uma espécie de “nova edição”, com shows simultâneos acontecendo na Grã-Bretanha, na Itália, na França, na Alemanha, nos Estados Unidos, no Japão, no Canadá e na Rússia. Contou com uma estrutura ainda maior e, em 5 dias de shows, pelos palcos passaram mais de 1000 músicos.  As  ideias de Geldof se fundamentam em pressionar os principais líderes mundiais (o G8) para perdoar a dívida externa das nações mais pobres do mundo. Além disso, GELDOF firma-se na proposta de liberdade, ensino, cuidados médicos básicos para todas as crianças, remédios para portadores de AIDS, entre outras metas, que se depender de seu empenho, serão no mínimo amenizadas ou repensadas pelos líderes mundiais. Detalhe interessante aconteceu em Londres onde o Pink Floyd, com sua formação clássica, subiu ao palco, coisa que não acontecia desde 1981 quando Roger Waters deixou a banda.
Shows na Inglaterra:

Annie Lennox, Bob Geldof, Coldplay, Dido, Elton John, Joss Stone, Keane, Madonna, Mariah Carey, Ms. Dynamite, Paul McCartney, Pink Floyd, Razorlight, REM, Robbie Williams, Scissor Sisters, Snoop Dogg, Snow Patrol, Stereophonics, Sting, The Killers, The Who, Travis, U2, UB40, Velvet Revolver, Youssou N'Dour
Berlim
A-ha, Audioslave, BAP, Brian Wilson, Chris de Burgh, Crosby, Stills and Nash, Die Toten Hosen, Faithless, Green Day, Herbert Grönemeyer, Joana Zimmer, Juan Diego Florez, Juli, Katherine Jenkins, Lauryn Hill, Reamonn, Renee Olstead, Roxy Music, Sasha, Silbermond, Söhne Mannheims, Wir sind Helden
Paris
Andrea Bocelli, Amel Bent, Axelle Red, Calogero,  Cerrone/Nile Rogers, Craig David, The Cure, David Hallyday, Diam's, Dido, Disiz La Peste, Faudel, Florent Pagny, Kool Shen, Kyo, Muse, Placebo, Raphael, Shakira, Sheryl Crow, Tina Arena, Carý, Youssou N'Dour, Zucchero
Roma
Antonello Venditti, Articolo 31, Biagio Antonacci, Claudio Baglioni, Duran Duran, Elisa, Faith Hill, Francesco De Gregori, Gemelli Diversi, Irene Grandi, Jovanotti, Laura Pausini, Le Vibrazioni, Luciano Ligabue, Max Pezzali, Negramaro, Negrita, Nek, Noa, Paris Hilton, Piero Pelù, Pino Daniele, Povia, Renato Zero, Tim McGraw, Tiromancino, Velvet, Zucchero
Filadelfia
Will Smith, Salma Hayek, Natalie Portman, Chris Tucke,r Jennifer Connelly, Jimmy Smits Kami (apresentação); Alicia Keys, Black Eyed Peas (com Rita e Stephen Marley)
Bon Jovi, The Dave Matthews Band, Def Leppard, Destiny's Child, Jars of Clay, Jay-Z, Kaiser Chiefs, Keith Urban, Linkin Park, Maroon 5, Puffy Daddy, Rob Thomas, Sarah McLachlan, Stevie Wonder, Toby Keith, Barenaked Ladies, Blue Rodeo, Bruce Cockburn, Bryan Adams, The Bachman Cummings Band, Celine Dion, Deep Purple
DobaCaracol featuring Kna'na, Gordon Lightfoot, Great Big Sea, Jann Arden, Les Trois Accords, Mötley Crüe, Our Lady Peace, Sam Roberts, Simple Plan, Tegan & Sara, The Tragically Hip, Tom Cochrane.
Moscou
Agata Kristy, Aliona Sviridova, B-2, Delphin – TBC, Garik Sukachev – TBC, Jungo, Linda Moral Code X, Pet Shop Boys, Red Elvises
Toquio
Björk, Def Tech, Dreams Come True, Do As Infinity, Good Charlotte, McFly, Rize

Cornualha

Peter Gabriel, Youssou N'Dour, Angelique Kidjo, Maryam Mursal, Salif Keita, Thomas Mapfumo, Tinariwen, Daara J, Shikisha, Ayub Ogada, Modou Diouf & O Fogum
Joanesburgo
4Peace Ensemble, Jabu Khanyile and Bayete, Lindiwe, Lucky Dube, Mahotella Queens, Malaika, Orchestre Baobab, Oumou Sengare, Zola,
Edimburgo
Annie Lennox, Beverly Knight, Dido, McFly, Natasha Bedingfield, Ronan Keating, Snow Patrol, Sugarbabes, Texas, The Corrs, Travis, Womad

Nenhum comentário:

Postar um comentário