terça-feira, 16 de abril de 2013

Fotografia muito interessante, ela revela um detalhe (no círculo branco) que muita gente desconhece: nos primórdios da represa do Clube do Povo fora erguido um enorme escorregador, uma espécie de "tobogã" com apenas uma pista. O "brinquedo mostrou-se perigoso, não oferecia segurança e era desprovido de dispositivo que mantém água escorrendo ao longo de sua extensão, era metálico e enferrujava com facilidade. Foi desmontado em pouco tempo. Esta fotografia mostra, também, que o ginásio Internacional ainda estava em obras, o que nos sugere que a época seja final da década de 1980, início de 1990. O Parque Agropecuário com poucas edificações, a piscina do Clube do Povo já terminada e muito pouca ocupação imobiliária. O Edifício Da. Samira ainda não existia.

Outra foto bem interessante na esquina das ruas Moisés Salomão e Moisés Santana. O início da canalização do Ribeirão Pirapitinga teve início na administração de Silvio Paschoal, que foi eleito prefeito nas eleições de 1972. Nota-se na imagem que a desapropriação das margens do ribeirão e os trabalhos de roçagem e desmatamento ainda não haviam sidos iniciados. O Banco do Brasil ainda funcionava em sua antiga sede, onde hoje está a Caixa Econômica e a prefeitura ainda era onde hoje está a Fundação Cultural. No lado esquerdo, onde está o menino, espaço que seria ocupado pelo Posto Alvorada. Ali, Manir Nahas  tinha sua oficina de consertos de bicicletas e balanças. No alinhamento da esquerda tinha a torrefação do Café Nádia, residência da família de Antônio André, residência da família de Samir Esperidião. Do lado direito o mercado municipal.

Momento festivo com as presenças de Linda e Gustim, Roberci e Magda e Helder Garcez e sua esposa. Esta fotografia foi tirada na festa do casamento de Helder. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário