segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Cotelgo

Cotelgo - Companhia Telefônica de Goiás. Funcionava na Av. 20 de Agosto, próximo ao Bradesco. No início não havia aparelhos telefônicos com aquele disco giratório ou teclado. O usuário retirava o fone do gancho e aguardava pelo atendimento da telefonista a qual perguntava: número por favor? Aí o usuário falava o número que desejava chamar. Quando não sabia o número era só dizer o nome da pessoa que a telefonista fazia a ligação. Naquele tempo os números eram compostos de apenas 3 dígitos. Alguns números dos quais me recordo: da casa de meus avós - 352; do cinema - 123; da casa do Prof. Chaud - 444; do Hospital Nasr Faiad - 212; da casa do Dr. William Faiad - 494. As ligações interurbanas eram demoradas, o usuário solicitava a ligação e assim que fosse completada, a telefonista chamava. Para São Paulo, por exemplo, às vezes a espera durava de 20 a 30 minutos, e dependendo da metereologia era quase impossível que a ligação fosse completada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário