sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Correção


Em um jornal que circula em Catalão foi publicada a fotografia acima e na legenda consta como sendo a Av.20 de Agosto na década de 1960. Em outra oportunidade, uma outra fotografia, desta vez de outro local e publicada no mesmo jornal, também dizia ser da década de 1960. As duas fotografias possuem, coincidentemente, o mesmo elemento que comprova que ambas são, na verdade, da década de 1970. Esse elemento comum às duas fotografias é o Volkswagen Brasília, cuja entrada no mercado brasileiro ocorreu em 1973. E na fotografia acima podem ser vistos, pelo menos, três VW Brasília. De qualquer forma, é uma cena muito interessante. Observem do lado esquerdo, ao fundo, um Fusca: ele está estacionado em frente à Churrascaria Kambota. Observem a cerca de madeira que era um dos ornamentos que dava ao estabelecimento um ar de rusticidade. Mais ao fundo, uma estrutura comprida e estreita é o luminoso de A Construtora, loja de materiais de construção. Ainda é possível ver sobre as árvores do canteiro central da avenida a ponta do relógio que havia no centro da 20 de Agosto. À direita, na esquina de onde sai uma Brasília, as Casas Pernambucanas, que ali funcionou até fins da década de 1980.
Em frente ao Ford Corcel (provavelmente ano 1973/4), estacionado aqui mais à direita, um pouco mais adiante funcionou a Peixaria do Hanna, de propriedade de João Abrão e que mais tarde daria origem à Iraci Mercearia. Funcionou, também, A Escolar.
Ainda nessa esquina, a foto mostra uma casa que pertencia ao Sr. João Paschoal, onde nesta época funcionava a Frutaria do Sr. Iron. Eu também cheguei a morar nesta casa quando nos mudamos de São Paulo para Catalão. (Informação fornecida por Toninho Granado)

3 comentários:

  1. Nessa esquina, a foto mostra uma casa que pertencia ao Sr. João Paschoal, onde nesta época funcionava a Frutaria do Sr. Iron. Eu também cheguei a morar nesta casa quando nos mudamos de São Paulo para Catalão.

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Essa é a imagem cristalizada em minhas lembranças da 20 de agosto (Entre 79 e 84). A Iracy Mercearia, as Casas Pernambucanas e a Galeria Chaud. Ao lado da Iracy Mercearia, uma loja em meados de 80 que eu visitava muito: subia as escadas e alcança a Caroline Discos.

    ResponderExcluir
  3. Se não me engano, a primeira casa à esquerda era da minha tia Zélia e do meu tio Roberto Marot. Sei que ela foi vendida recentemente, uma pena...

    ResponderExcluir